terça-feira, 7 de julho de 2015

Queda de Cabelo: Causas, Tratamentos e Transplante

A importância do cabelo


Vários estudos revelam que a queda de cabelo faz com que homens e mulheres se sintam menos atraentes, mais vulneráveis, e, em determinadas situações sociais, mais constrangidos. Dessa forma, além de ser uma questão referente à beleza, o cabelo também pode afetar indiretamente em nossa saúde.

queda-de-cabelo

Causas da queda de cabelo


O número expressivo de pessoas que sofrem com o problema se deve também ao estilo de vida pouco saudável, mas, prioritariamente à herança genética, contra a qual não há nada que possa ser feito para evitar o transtorno. Até o presente momento não existem pesquisas que apontem para a possibilidade de manipular genes a fim de que pessoas já nasçam sem essa pré-disposição.

Com relação ao estilo de vida, o nível elevado de ansiedade elege como alvo o couro cabeludo. Normalmente, as pessoas apresentam problemas estomacais ao passarem por momentos muito estressantes, o que provoca uma queda de cabelo.

Outro ponto importante é a alimentação. A anemia causada pela escassez de ferro e a falta de vitaminas gera um desequilíbrio que pode culminar em uma queda definitiva do cabelo.

Desde que o paciente apresente pré-disposição genética, há um conjunto de fatores que podem acabar antecipando a queda capilar, como a presença de intensa descamação do couro cabeludo, problemas de foliculite, ou ainda a dermatite seborreica.

Transplante capilar


transplante-capilarAntes que a queda definitiva ocorra, o paciente poderá recorrer às cirurgias de transplante capilar. Existe uma técnica inovadora mais avançada em uma abrangência mundial que consiste em extrair o folículo da chamada área doadora do próprio indivíduo, a qual não apresenta suscetibilidade à queda, como a nuca. Posteriormente, o folículo é transplantado para a região calva. Essa técnica é muito viável, bem sucedida, bastante procurada, e proporciona um aspecto extremamente natural. A cirurgia pode ser realizada por qualquer indivíduo.

Caso o indivíduo apresente um baixo volume capilar na região que cederá os fios, além de ter uma calvície extensa, o procedimento poderá não resolver o problema, e situações como esta podem inviabilizar a cirurgia.

Em se tratando de um paciente com idade ligeiramente avançada, o transplante capilar poderá proporcionar a manutenção das áreas de reentrância. Após o crescimento dos fios, deverá ser possível notar a sua naturalidade, resultado conquistado mediante o implante de fios bem finos na área frontal da cabeça e posicionados bem próximos uns aos outros e de forma irregular.

Para saber mais sobre o implante capilar, acesse: http://quedadecabelo.club/implante-de-cabelo/

Tratamentos para queda de cabelo


Existem tratamentos específicos que visam manter o couro cabeludo saudável. O peeling é uma das alternativas de terapias disponíveis. O indivíduo pode se consultar com um dermatologista ou com um tricologista, pois ambos possuem toda a capacidade e conhecimento para tratar essas situações.

Clique a seguir para conhecer o Follixin: remédio para crescer cabelo.

Animais em Extinção: Mico Leão Dourado

Mico Leão Dourado: ameaçado de extinção


mico-leaoO Mico Leão Dourado é o único primata do mundo que teve seu risco de extinção diminuído, o animal que é símbolo da biodiversidade brasileira, deixou de aparecer como “criticamente ameaçado de extinção” na lista de animais ameaçados do IBANA e da IUCN (União internacional para conservação da natureza), passando a figurar como “ameaçado de extinção”.

Na década de 70, existiam menos de 100 exemplares na natureza, hoje são cerca de 1.200. É uma situação um pouco mais confortável, mas que ainda demanda esforços de conservação. Vale lembrar também que foi necessário o envolvimento de inúmeras instituições no processo e mais de 30 anos para alcançar esse resultado.

Habitat


O Mico Leão Dourado vivia na Mata Atlântica dos estados do Rio de Janeiro e do Espírito Santo. A destruição do bioma quase causou o desaparecimento da espécie, e foi preciso a realização de extensas pesquisas para reproduzir animais que viviam em cativeiro em vários zoológicos do mundo e dar-se a recomposição de sua população. Desde a década de 80, micos são reintroduzidos na única área criada para proteger a espécie e no entorno dela: a reserva biológica Poço das Antas, que fica no município de Silva jardim, situado a noroeste do Rio de Janeiro, a 140 km da capital e às margens da rodovia BR 101.

A Reserva Biológica Poço das Antas é um dos poucos fragmentos de proporção que existe nessa região. Ela é muito explorada pela proximidade da região dos lagos e da Serra, e a especulação imobiliária é muito forte nessa região.

Os incêndios também ameaçam a floresta, mas a maior causa de fragmentação é a pecuária. A sobrevivência dos micos depende diretamente da conservação do meio em que eles vivem, da qualidade e da quantidade da Mata Atlântica existente. A Reserva Biológica Poço das Antas tem 5.500 hectares, mas os micos leões dourados conseguem circular por uma área muito maior, de cerca de 17.000 hectares. Isso porque a Associação Mico Leão Dourado conseguiu envolver vinte e sete proprietários de terras da região de Silva Jardim no programa de conservação da espécie. Dezesseis deles já criaram suas proporias RPTNs (reservas particulares do patrimônio natural).

A viabilidade econômica para a população da região acontece através do eco turismo, e a formação da RPTN é um atrativo que acaba gerando renda para a comunidade local e para os fazendeiros.

Associação Mico Leão Dourado


associacao-mico-leao-douradoA Associação Mico Leão Dourado (http://www.micoleao.org.br/), criada em 1992 com apoio do WWF (Fundo Mundial para Natureza) trabalha para formar pequenos corredores biológicos, nos quais árvores nativas são plantadas para unir os fragmentos de mata. O grupo restrito ou isolado em apenas um fragmento tem sua sobrevivência comprometida em médio e longo prazo. Isso porque não há troca genética dentro do grupo, então os filhotes resultantes de um cruzamento não terão indivíduos diferentes para cruzar no futuro.

A Associação Mico Leão Dourado criou também um programa para estimular empresas brasileiras a adotarem famílias de micos, o que já vinha acontecendo há dois anos com instituições européias. O programa foi desenvolvido em parceria com o Instituto Embratel 21, que adotou vinte e uma famílias de micos e realiza campanhas para conseguir o apoio de outras empresas. Cada família adotada custa cerca de 15 mil reais por ano, e o dinheiro arrecadado serve para financiar pesquisas e a educação ambiental.

A grande preocupação com esse projeto não é apenas fazer a manutenção da família dos micos, mas também fazer um trabalho com o meio ambiente no entorno dos micos. O projeto também pode ser entendido como uma oportunidade de informar melhor os empresários e os funcionários dessas empresas a respeito da importância da conservação não apenas do Mico Leão Dourado, que é a bandeira para conservação de toda a mata atlântica, mas também para a conservação de outros animais como a jararaca, por exemplo. Entretanto, é muito mais fácil obter apoio para conservação do Mico Leão Dourado do que para a jararaca. Mas conservando o Mico, a Jararaca também acaba sendo beneficiada, assim como todo o equilíbrio desse ecossistema, tão importante para a população brasileira.

Casa Ecológica: Como Construir Uma

Casa ecologicamente correta


Atualmente, a construção civil consome até 50% dos recursos naturais e 40% da energia produzida. A fabricação de cimento, por exemplo, é responsável por 5% do gás carbônico despejado por atividades humanas na atmosfera. Motivos mais do que suficientes para que as pessoas busquem, cada vez mais, maneiras inteligentes de reduzir esses impactos.

Ambientalistas relatam que não está longe o tempo em que toda a sociedade será obrigada a construir tudo com materiais recicláveis, uma vez que não haverá mais recursos suficientes no planeta se o nível de consumo da população continuar como está.

casa-ecologicaPensando nisso, arquitetos, decoradores e paisagistas foram convidados a criar ambientes com propostas alternativas, que utilizassem menos recursos naturais e reaproveitassem entulho e água da chuva, por exemplo. Esse esforço resultou em uma casa ecologicamente correta, exposta em São Paulo.

Na garagem, o carro é utilizado como gramado e horta da casa. Dentro do porta-malas do veículo, brotam diversos tipos de plantas que podem ser utilizadas no preparo de alimentos, como tomate, hortelã, salsinha, cebolinha, manjericão, alecrim e pimenta. Já no portão da casa, em dezenas de garrafas plásticas, crescem rúculas, alfaces e morangos.

O chão foi feito com restos de sandálias de borracha, chupeta, fio dental e tubos de pasta de dente. E esse tipo de ambientação não acontece apenas no quintal ou na garagem: todos os cômodos da casa foram pensados através de uma ótica sustentável. Na sala de estar, por exemplo, a beleza e o bom gosto não custam tanto quanto as pessoas possam imaginar. O sofá é feito de sobras de tecido e garrafas PET, por sua vez, o painel colocado na parede da sala, é feito de papelão reciclado e também pode ser reciclável.

A eterna transformação de objetos e materiais reveste as paredes com folhas e troncos de bananeiras, forra sofás com sacas de café, faz mesinhas com folhas de papiro, produz vasos que parecem ser feitos de cerâmica, mas que na realidade são feitos de papel. O quadro colocado na parede, por sua vez, foi pintado utilizando tinta de urucum e de beterraba.

O banheiro também conta com novidades, onde as paredes e o piso são revestidos de pastilhas, e a luz é proveniente apenas de lâmpadas fluorescente usadas. Também foi feito o reuso das águas da pia, banheira e chuveiro, que vão para uma caixa secundária e são, então, reaproveitadas na descarga do vaso sanitário. As colchas que enfeitam as camas do quarto, um dia já cobriram mercadorias em caminhões que circularam pelo país.

As poltronas parecem feitas de camurça, mas na verdade são produzidas a partir de lona de caminhão. Dentro do guarda-roupa, existem modelos feitos com pedaços do metal utilizado para abrir latinhas de refrigerante, uma blusa feita com chapas de raios-X e outra produzida a partir de restos de CD. Além disso, também é possível ver um vestido feito com pequenos pedaços de plástico de produtos de limpeza.